Feitiços

Existem, muitos meios e formas de fazer e destruir feitiços, nos tempos primitivos tudo servia, desde o sangue, o “esperma” (ainda atual), aos mais diversos órgãos dos animais e mesmo dos humanos, mas tudo isso seria longo a descrever. Os tempos evoluíram em tudo e nos dias de hoje o poder da invocação é suficiente para se criar um elemento que constrói ou destrói conforme o desejo de cada um.

São sempre necessários os mais diversos artigos (velas e respectivas cores, incenso, água benta, giz, etc.etc.), mas, já não é preciso sacrificar animais ou outros para se realizar um feitiço, embora e infelizmente, ainda se use, esses processos antiquados e ultrapassados, e apesar de todos os sucessos, que se obtenham com os mesmos, que são reais, mas, ultrapassados.

Com o poder da invocação e a ajuda dos elementos, e com rituais adequados, se consegue as mais diversas formas de enfeitiçar ou destruir feitiços. Certo, em muitos casos os cemitérios, as portas dos cemitérios, os cruzamentos, as beiras dos rios ou mar, ou nos montes no meio dos rochedos, as portas de entrada das respectivas casas de cada um a enfeitiçar, os rituais continuam a ser realizados, tudo dependendo do tipo de feitiço a realizar, mas já existem produtos adequados para facilitar qualquer tipo de invocação ou ritual em beneficio dos pedidos ou desejos que sejam solicitados, para o qual são importantes os dias e as horas para o maior sucesso na obtenção dos resultados desejados.

Mas atenção, tudo deve ser feito por especialistas, e pessoas devidamente preparadas, não corra o risco de fazer experiências que além de prejuízos enormes, lhe podem trazer o mal estar e a decadência permanente, Deus permite tudo, o bem, e o mal, cabe a cada um saber tirar partido e benefícios dessas situações, da minha parte aconselho, não faça mal a ninguém, se ninguém lhe fez mal, mas responda sempre ao que lhe fizeram se for necessário, mas tendo em conta que esta vida é uma simples passagem de pó e que regressa a pó.